quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

iIntrodução sobre a mitologia- IV

Estátua de Baco, deus romano dos vinhos, festas e prazeres
Com narrativas e personagens que se inter-relacionam desde o princípio, a mitologia grega se tornou a mais complexa e sofisticada de todas, com uma abrangência que atinge a tudo que diz respeito à experiência humana. É no chamado “helenismo” (século 4 a.C. – século 2 a.C.), período do apogeu da civilização grega, que ela se difunde com as características que conhecemos hoje. Na mitologia grega, o Monte Olimpo era a morada dos deuses assim como o ponto central da Terra.

Mas antes dos deuses e de tudo existir, era o Caos, uma massa na qual estavam as sementes das coisas. Dele surgiu a Terra e o Céu que geraram os Titãs, que eram os deuses primordiais. Entre os Titãs, estavam Saturno e Réia que tiveram como filho Zeus, que viria a ser o mais poderoso de todos os deuses e pai dos seres humanos.

No panteão politeísta grego, os deuses eram figuras antropomórficas, com costumes e aparências similares às dos homens. A cosmogonia retratada na mitologia grega, ou seja, a versão da origem do universo, é apenas o início de uma narrativa que desvenda de forma genial a multifacetada natureza humana.

Alguns dos principais deuses mitológicos


Afrodite: deusa grega símbolo do amor, do sexo e da beleza. Filha de Zeus e de Dione ou, em outra versão, nascida da espuma do mar na ilha de Chipre, onde era cultuada. Sua equivalente na mitologia romana é Vênus. Atena: deusa grega da sabedoria, da inteligência e da guerra justa. Filha de Zeus e Métis, ela é uma das mais poderosas deusas e foi uma das mais veneradas.

Zeus: o deus grego supremo, o deus dos deuses. Governa o mundo e zela por sua harmonia e pela ordem das coisas. O mais poderoso dos deuses controla os fenômenos atmosféricos, é dono do céu e da Terra e usa como arma um terrível raio. Seu equivalente na mitologia romana é Júpiter. Apolo: divindade grega, filho de Zeus e de Leto, ele é considerado o deus da luz benéfica e da verdade. Foi o inventor da música e da poesia e é considerado amigo da juventude bela e forte.

Baco: deus romano do vinho, das festas e do prazer, ele é filho de Júpiter e da mortal Sêmele. Seu equivalente na mitologia grega é Dionísio, considerado a divindade mais próxima dos homens.Poseidon: deus grego, senhor dos mares e de todas as suas criaturas, tem como arma um poderoso tridente. É irmão de Zeus. Seu equivalente na mitologia romana é Netuno.

A cultura romana foi outra importante fonte dessas histórias irreais que procuram explicar o mundo real, que são os mitos. A mitologia dos romanos foi fortemente influenciada pela grega. A origem mitológica do povo romano, por exemplo, remete à narrativa da “Ilíada”.

No poema épico “Eneida”, escrita por Virgílio no século 1 antes de Cristo, conta-se a história do herói Enéas, fundador dos romanos, filho do mortal Anquises e da deusa Vênus. Ele era casado com Creusa, filha de Príamo, rei de Tróia na época da luta contra os gregos.

Com a derrota de Tróia, Enéas fugiu com seu pai e seu filho e refugiou-se na península itálica onde lutaria para estabelecer o que viria a ser o poder imperial de Roma. Há também uma nítida equivalência entre os deuses antropomórficos gregos e romanos, que muitas vezes apenas recebem nomes diferentes, mas desempenham o mesmo papel e têm as mesmas características.

Nenhum comentário: